Fibromiomas - Conclusão

  1. A embolização uterina é uma técnica realizada sob anestesia local ou acupunctura.
  2. Não deixa cicatriz ou sequelas externas, por não necessitar de pontos.
  3. No Hospital Saint Louis é sempre efectuado em ambulatório, quer dizer 4 – 6 horas após a técnica, a paciente volta para a sua casa.
  4. É altamente eficaz para controlar os sintomas. Como em tudo na vida e mesmo em medicina, o sucesso não é 100%. Contudo, na pequena percentagem de insucesso, a embolização poderá ser repetida uma vez, 6 meses depois.
  5. Trata todos os miomas existentes.
  6. A acção terapêutica é definitiva.
  7. É necessário curta convalescença de apenas 1 dia a uma semana, até retomar a actividade profissional.
  8. Preserva o útero e a fertilidade e é possível a gravidez sem riscos, que contudo, não pode ser garantida.
  9. Se decidir fazer a embolização, não peça a opinião do seu ginecologista, porque o mais natural é ele não concordar, pelo que acabará numa histerectomia.
  10. Nos E.U.A. alguns ginecologistas já foram julgados em Tribunal por não terem informado as pacientes sobre a embolização e lhes terem efectuado a histerectomia. Por tal motivo, está para ser aprovada uma Lei pelo Senado, feita pelos ginecologistas, na qual é obrigatório a informação sobre a embolização a todas as pacientes portadoras de miomas. Desta forma, procura-se evitar futuras condenações de ginecologistas.
Partilhe este conteúdo

Comentários: 1

  1. delia says:

    dr.por favor preciso seu conselho ,tenho 42 anos quero ficar gravida com o metodo fiv ,anteriormente ja estava pronta pero por falta de dinhero pare o tratamento,agora ja posso e fez uma ecografia pelvica vaginal e deu que tenho um fibromioma subseroso ,o tempo esta passar e não quero perder mais ajudeme por favor,cumprementos obrigada

Deixe o seu comentário: