Imprensa - Carta à RTP – Canal 1

“(…)O Hospital de S. Louis, após uma fase experimental com excelentes resultados, irá levar a efeito uma primeira sessão de divulgação científica de uma técnica inovadora e pioneira em Portugal no tratamento de Fibromiomas – o tratamento por embolização.
Como V. Exa certamente tem conhecimento, uma parte significativa de mulheres são portadoras de fibromiomas (ou miomas). Calcula-se que 20 a 40% das mulheres com idade superior a 35 anos são portadoras de fibromiomas.

Dependendo do tamanho e da localização, uma parte muito significativa gera sintomas e/ou sofrimento exigindo tratamento.

O tratamento dos fibromiomas passa, normalmente, por tratamento através de medicamentos ou intervenção cirúrgica. No 1º caso, podem surgir efeitos secundários e os efeitos são temporários, ou seja, passado o efeito voltam a crescer e os sintomas reaparecem. No 2º caso o fibromioma é removido (miomectomia) ou é removido o próprio útero (histerectomia ), através de uma incisão abdominal ou por via vaginal, causando sequelas que podem ir de grandes hemorragias, complicações em gravidez futura, até á esterilidade irreversível, normalmente associada a traumas emocionais, mais ou menos graves, provocados pela diminuição da auto estima, sensação de vazio ou perda, perturbação da vida sexual, redução das actividades físicas ou ocupacionais, com eventuais alterações psíquicas e sociais.

Desde 1995 vem sendo utilizada no estrangeiro uma técnica menos invasiva que consiste na interrupção sanguínea que irriga o fimomioma, atenuando ou eliminando os sintomas em mais de 90% dos casos. Só necessita de anestesia local, um pequeno periodo de internamento (normalmente 24h), podendo a mulher regrar à actividade normal uma semana depois. Além do menor risco, esta técnica não afecta a fertilidade e a recuperação é menos dolorosa e mais rápida.

O Hospital de S. Louis em Lisboa, desde hà vários anos tem ao seu serviço uma prestigiada equipa médica e técnica, liderada pelo Sr. Prof. Doutor MARTINS PISCO, alías pioneira em técnicas de embolização em Portugal e, após criação das condições necessárias, começou recentemente a aplicar esta técnica no tratamento de fibromiomas com grande sucesso, existindo já um largo número de mulheres tratadas.
Não obstante o caracter restrito desta sessão, vimos convidar V. Exa a estar presente neste evento, que se realizará no próximo dia 31 de Março pelas 18 horas, na Capela do Hospital de S. Louis, em Lisboa, cujo programa se anexa e na qual será apresentada esta técnica.

No caso de haver interesse e se obtenha o consentimento das doentes, poderão V. Exas não só contactar algumas doentes já sujeitas a este tratamento, bem como, assistir a um dos tratamentos a efectuar até àquela data.(…)”

Partilhe este conteúdo

Comentários: 1

Deixe o seu comentário: