Hiperplasia Benigna da Próstata - Novo tratamento - Pós Embolização

Completada a embolização, em ambos os lados, retira-se o cateter e exerce-se compressão no pequeno orifício de 1.5 mm efectuado para colocação do cateter, durante cerca de 5 mn, a que se segue colocação de penso compressivo. Não são necessários pontos pelo que não existe qualquer cicatriz.

Duas horas após a embolização o paciente já pode ir à casa de banho, poderá eventualmente notar que já urina sem dificuldade.
Após a embolização já pode tomar uma refeição normal e medicação oral. Se estiver assintomático e a tensão estiver normal, irá para casa, 4 a 8 horas depois.

Necessita de um curto período de internamento (algumas horas ou, no máximo, 24 horas), podendo o paciente retomar a sua actividade normal entre 1 e 3 dias após o tratamento.

Nos dias a seguir à embolização pode ocorrer:

  • Infecção urinária;
  • Algum sangue na urina;
  • A coxa ou o abdómen podem ficar roxos, desaparecendo lentamente;
  • Aparecimento de um pequeno alto no local onde foi introduzido o cateter;
  • Algum sangue no esperma ou nas fezes;
  • Ardor quando urina;
  • Urinar mais vezes. Neste caso o doente deverá retomar a medicação que tomava durante uma semana;
  • Sangue nas fezes.

Estes sintomas não têm significado e desaparecem espontaneamente decorridos alguns dias.

Ao regressar a casa, o doente  fica medicado, havendo um contacto permanente com a equipa para avaliar as queixas ou esclarecer quaisquer dúvidas (todos os pacientes tratados ficarão com o telemóvel da equipa, disponível 24h/dia).

No dia a seguir à embolização não deve estar acamado, podendo fazer a sua actividade normal e alguns pacientes iniciam mesmo a sua actividade profissional, não devendo, contudo, conduzir.

Sem alguns vasos sanguíneos a diminuição do tamanho da próstata e dos nódulos adenomatosos faz-se gradualmente, verificando-se uma redução progressiva nos primeiros 6 meses após a embolização. Porém em cerca de 20% dos casos que melhoram a prostata não reduz de dimensões. Não deve ficar preocupado se a prostata não reduziu de dimensões. Tal facto verifica-se particularmente nos pacientes que tomam Avodart ou Proscar. Estes medicamentos reduzem as dimensões da prostata. Ao suspendê-los verifica-se o seu aumento de tamanho que pode ser superior à redução causada pela embolização . O objectivo é a redução dor, sintomas e não a redução do volume da próstata, temos alguns doentes muito satisfeitos com a embolização cuja próstata não reduziu.

Fig. 9 - Terminada a embolização retira-se o cateter e faz-se compressão manual durante 5 mins no pequeno orifício de 1.5mm através do qual se introduziu o cateter.

Fig. 9 – Terminada a embolização retira-se o cateter e faz-se compressão manual durante 5 mins no pequeno orifício de 1.5mm através do qual se introduziu o cateter.

Fig. 10 - Terminada a compressão não se observa qualquer orifício

Fig. 10 – Terminada a compressão não se observa qualquer orifício

Fig. 11 - Penso colocado sobre a zona onde se introduziu o cateter.

Fig. 11 – Penso colocado sobre a zona onde se introduziu o cateter.

Partilhe este conteúdo

Comentários: 1

  1. ant garcia apostolo says:

    CARO DR. MARTINS PISCO-SOU MEDICO,DE CLINICA GERAL,E ATENDENDO A QUE SE FALA ,EM PUBLICAÇOES MEDICAS ,QUE UMA DAS TERAPIAS DOS CANCROS,SERA TIRAR-LHE A IRRIGAÇAO SANGUINEA–PERGUNTO, PORQUE NAO SE FAZ A EMBOLECTOMAI,NOS CASOS DE ,OU SUSPEIÇAO DE NEO PROSTATICA–OS MEUS AGRADECIMENTOS

Deixe o seu comentário: