Varicocelos - Publicações

1. PERCUTANEOUS SCLEROTHERAPY OF VARICOCELE

J. Martins Pisco, Isabel Basto, A. Maria Batista, N. Monteiro Pereira, J. Real Dias, Horácio Silva, M. Mendes Silva
Acta Médica Portuguesa 1992; 5:477-481

Summary:
Percutaneous sclerotherapy of varicocele was considered in 21 patients with left sided varicocele, 16 of whom had recurrences after left spermatic vein ligation in the past. Percutaneous sclerotherapy was possible in 17 patients (80,9%). There were no serious complications with venography or sclerotherapy, and the recurrence rate was 17,6%. Percutaneous sclerotherapy is therefore a simple, safe and effective treatment oftesticularvein insufficiency.

2. Avanços Recentes no Diagnóstico e Tratamento do Varicocelo Idiopático

Isabel Bastos, J. Martins Pisco
Acta Radiológica Portuguesa 1992 IV; 14:51-57

Resumo:
Neste artigo de revisão pretendem-se focar alguns aspectos relacionados com o diagnóstico e tratamento do varicocelo, realçando o papel da radiologia de intervenção vascular com as técnicas de esclerose e tratamento cirúrgico.

3. «Escleroterapia percutânea de varicocelo»

Isabel Basto, J. Martins Pisco, Ana Maria Batista, Nuno Monteiro Pereira, João Real Dias, Horácio Silva, Manuel Mendes Silva.

Resumos de: I C.N.R., pág. 45, Lisboa, 1992; Congresso do V Centenário da Fundação do Hospital Real de Todos-os-Santos, pág. 160, Lisboa, 1992.

Efectuou-se escleroterapia percutânea no tratamento do varicocelo em 21 doentes.
Dezasseis desses doentes tinham anteriormente sido submetidos a laqueação da veia espermática mas sem qualquer melhoria. Comparam-se os aspectos flebográficos antes da escleroterapia e após. A escleroterapia foi eficaz em 17 doentes (80,9%) e houve recidiva em 4 (10,1%). Não houve complicações significativas em nenhum doente. Concluiu-se que a escleroterapia é um tratamento simples, seguro e eficaz no tratamento do varicocelo.

Partilhe este conteúdo

Comentários: 1

  1. Mario da Palma Gonçalves says:

    tenho um PSA calculado em cerca de 70 gramas 49-47-59mm condicionando a elevação do pavimento vesical com algum grau de distrorção do colo, apresenta escassas calcificações intra-parenquimatosas com ecoestrutura difusamente grosseira, o que devo fazer

Deixe o seu comentário: